Como você faz PDI na sua empresa?

Reading time: 3 minutes

O famoso PDI (Plano de Desenvolvimento Individual) está presente em muitas empresas orquestrado pela área de Recursos Humanos. É uma metodologia de desenvolvimento de pessoas muito utilizada por organizações de todos os portes e com maturidades completamente distintas.

Mas embora seja uma ferramenta razoavelmente simples, ainda é utilizada de uma maneira nada contemporânea.

Quando digo contemporânea, quero dizer que estamos considerando os novos modelos de trabalho, a nova mentalidade dos profissionais que estão (ou estarão em breve) no mercado e as novas formas de desenvolver negócios baseados na experiência do cliente.

Como pode perceber, ler ou experienciar as interações com o trabalho e as relações corporativas estão em transformação e isto exige um novo olhar sobre nossos métodos de gerir pessoas sob o ponto de vista individual e coletivo.

Eu particularmente, lido com RH há 10 anos, e convivi com a construção de métodos nada auto gerenciáveis e pouco participativos.

Primeiro, que precisamos educar a “nação” a pensar que o “Plano de Desenvolvimento Individual” precisa ser construído para a vida , e não para aquela empresa .

Logo, carreira de uma forma ampla, ou PDI, são questões que devem ser gerenciados pelo próprio profissional. Desta maneira, a forma de se construir este caminho precisa ser compartilhado e executado pelo próprio colaborador.

Diante disso, porque ainda estamos (enquanto gestores de RH), desenvolvendo métodos onde o desenvolvimento do funcionário João, é traçado com o gestor, e apenas com o gestor?

Será que este líder está apto pra dizer qual é o caminho que seu liderado precisa seguir para alcançar os objetivos traçados para a vida profissional dele?

Tem uma pessoa que traça melhor este percurso do que o próprio liderado?

Nós profissionais de RH somos consumidos por nossa necessidade de padronização, “processualização” e aplicação de métodos de mercado que as vezes não se aplicam mais as novas formas de trabalho e nem sempre a própria empresa.

Obcecados por controlar todos os passos dos times da empresa (consciente ou

inconsciente), formatamos caminhos dos quais devemos preparar as pessoas para uma caminhada de grandes desafios e não definir quais serão os próximos passos. Assim, eles estarão aptos a se auto desenvolver,e então, nós enquanto empresa apoiaremos o seu crescimento, ensinando, aprendendo junto e amparando nos momentos de maior incerteza.

Desta forma, será que não devemos então, impulsionar as pessoas a traçarem seu próprio desenvolvimento e objetivos de modo que espontaneamente definirão seu projeto de desenvolvimento individual (profissional e pessoal)?

Será que nesta construção, não somos apenas agentes de transformação que apoia os planos de nossos colaboradores com base em como podemos enquanto organização contribuir?

Um mundo colabor ativo , particip ativo e inter ativo se consolida todos os dias, e mais uma vez, precisamos repensar os nossos métodos e como estamos “copiando e colando” processos obsoletos e generalizados em nossas empresas enquanto estamos pensando estar inovando, criando e sendo disruptivos.

Se você entende que esta reflexão faz sentido, não deixe para amanhã o que pode ser hoje. Monte um esquadrão (conceito utilizado pelo spotify), e revise seus processos através de um briefing simples. Utilize o CANVAS pra fazer isso e classifique o quanto as políticas ou processos internos do seu RH estão adequados considerando o mindset da nova geração de profissionais, os novos modelos de trabalho (home office, por exemplo), e se aplica a conceitos contemporâneos como a colaboração, participação, propósito, impacto e legado.

Bom, pense melhor sobre isso!

About Jessica Martins

Jessica Martins é Psicóloga, possui background de 10 anos em RH e atualmente é responsável pela Unidade de Negócios de Gama Academy em Belo Horizonte.

  • Rafael Cano

    Ótimo artigo! Um dos melhores que já li aqui no site!

  • Giulliano Cassio

    Olá Jessica.. bom artigo! Quanto cita o CANVAS para revisar seus processos através de um briefing simples, qual está citando?