Os 5 passos fundamentais para você estruturar o RH em sua startup

Reading time: 5 minutes

Iniciar uma Startup não é fácil. Geralmente é uma equipe pequena em um lugar improvisado, com dinheiro escasso, poucos recursos, mas muita vontade.

E no geral, o objetivo principal de toda Startup é crescer não é mesmo? Chega um ponto que se torna necessário criar um setor responsável pela contratação, treinamento e as outras diversas funções do RH da empresa. A ABS (Associação Brasileira de Startups) já comentou nesse post  sobre como as startups devem lidar com equipes em crescimento. A partir dele, você pode avaliar sobre a real necessidade da sua empresa e definir se é a hora certa de expandir o time.

Buscar os melhores profissionais é fundamental para o sucesso da startup, muitas vezes a  gestão de pessoas é feita improvisadamente pelos diretores e o CEO, justamente por não ter capital suficiente para se estruturar o setor de recursos humanos, dessa forma dividindo essa responsabilidade entre várias pessoas.

Além da contratação de novos talentos, o RH é responsável por diversas questões fundamentais, como mapear os funcionários, mensurando sua performance e desenvolvimento, criar treinamentos, avaliar pontos  a serem melhorados, gestão do capital humano, comunicação interna e auxiliar a disseminar a cultura da Startup.

Nesse artigo, iremos contar o passo a passo para se estruturar o setor de RH da sua Startup. Claro que não existe uma receita específica para esse momento, afinal cada Startup tem sua cultura, prioridades e capital. Mas iremos falar de forma mais abrangente para que você possa compreender a importância da estruturação desse setor de gestão de Recursos Humanos.

São 5 passos fundamentais para se iniciar:

 

1 – Contratar um profissional específico para o cargo

 

Parece meio óbvio, mas centralizar as tarefas pertinentes à gestão de pessoas em um profissional experiente e eficaz irá auxiliar em diversos aspectos, inclusive a contratar de forma mais qualificada, permitindo que os diretores, ou quem estiver gerindo esse setor, demandem seu tempo especificamente para suas tarefas originais. Para contratar pessoas qualificadas é necessário ter tempo para avaliar currículos, elaborar testes, fazer entrevistas. Ter um profissional designado para realizar essas tarefas economiza tempo e dinheiro para o empreendedor, afinal reduz o risco de contratação de pessoas que não são interessantes ou que não possuem a cultura da empresa. Além de permitir que os outros processos inerentes ao setor sejam desenvolvidos de forma assertiva, com treinamentos, avaliações de performance e as outras diversas tarefas necessárias.

 

2 – Disseminar a cultura da empresa

 

Startups são conhecidas pelos seus valores culturais. Cada uma tem seu clima organizacional próprio e seus valores. Essa definição serve para nortear futuras contratações, mensurar a satisfação dos funcionários e ter uma equipe alinhada com os objetivos. Fazer isso é muito simples, basta ter uma visão analítica e questionários de avaliação 360° com os profissionais que atuam na Startup, além das aspirações e objetivos dos fundadores. O setor de RH vai auxiliar na identificação da cultura da Startup, disseminar e manter esses valores para os novos profissionais e para o time atual.

 

3 – Planejamento estratégico do RH

 

Igualmente a todos os setores, os Recursos Humanos devem definir bem suas estratégias de contratação e de desenvolvimento do time. A elaboração do planejamento estratégico deve conter aspectos como código de ética, ações para realizar a fim de gerar aproximação entre equipe e gestores, tipos de treinamentos e o momento ideal para realizá-los, criação do onboarding (integração de novos funcionários), avaliações de desempenho, políticas de contratação e o que mais for necessário para gerar um clima agradável e contratações certeiras.

 

4 – Definição de cargos e salários

 

Pode parecer um aspecto muito convencional se tratando de uma Startup, porém é importante estabelecer as responsabilidades de cada funcionário e o quanto é investido nele mensalmente através de seu salário. Dessa forma, é possível avaliar o que cada um faz diariamente, descrever os perfis com qualificações e competências, mensurar seus resultados e verificar se seu salário está compatível com o mercado. Aliado a isso, é interessante elaborar as Políticas de Recompensa, onde constará o plano de carreira, benefícios, reconhecimentos, aspectos que são determinantes para gerar motivação no funcionário e consequentemente resultado.

 

5 – Comunicação interna

 

Pequenas atitudes podem transformar o clima da Startup. Um mural, emails informativos, softwares de comunicação empresarial, são ações simples que visam unificar ainda mais a equipe. Seja criativo para motivar seu time! Informe datas comemorativas, reuniões, festas e é claro, o happy hour.

Esses cinco passos podem não ser tão simples quanto parecem. É muito importante que você invista tempo e dinheiro para implementar o setor de Recursos Humanos de forma eficiente.

Com tudo elaborado e funcionando, você irá observar mudanças significativas no desempenho da sua equipe e da Startup. O objetivo desse guia é te auxiliar na implementação do setor e é bem provável que você “pivote” algumas coisas, mas em suma, esses pontos lhe auxiliarão nesse novo desafio. Lembre-se que o RH não é responsável apenas pelas contratações, são diversas as funções desse setor. De forma abrangente, podemos citar que o RH é encarregado da gestão do time, apoio, formação de liderança, performance, equilibro interno com relação ao plano de cargos e salários, comunicação interna, capacitação, gerenciamento de resultados, parte estratégica, ou seja, é fundamental para que sua Startup cresça de forma significativa e sustentável.

Estruturar o RH permite que além de tudo, você compreenda as pessoas que trabalham com você. O que achou desses passos? Compartilhe sua opinião com a gente!

About Guilherme Junqueira

Empreendedor, Educador e Recrutador.
CEO da Gama Academy

  • Socrates Bento

    É muito bom quando existe um negócio local com poucas pessoas e cada um tem uma tarefa diferente, e após um tempo as coisas tomam rumo ao crescimento, o Rh faz um papel estratégico com relação a gestão de pessoas.